RADIADOR/ADITIVO

Fórum para a discussão de assuntos não categorizados.

Moderadores: hilmsfernandes, sanna10

  • Advertisement

RADIADOR/ADITIVO

Mensagempor EDUARDO AMADOR em Qui Jan 28, 2010 2:11 pm

Colegas opaleiros boa tarde.
Gostaria que retirassem uma duvida por favor. A muito tempo atrás ao fazer a limpeza do meu radiador me foi indicado um aditivo, não me lembro o nome mas era azul, que começou a correr o meu radiador, gostaria de fazer novamente a limpeza e colocar algum aditivo próprio pois estou andando só na agua qual aditivo seria melhor para o meu carro 1990. É uma vergonha mas eu não sei se ele é de alumínio ou de cobre, tem que ser um próprio para cada material, se não corroi, ouvi falar muito bem do RADIEX para veículos pesados ele é vermelho e serve para o material de cobre. QUAL SERIA O IDEAL PARA O ANO DO MEU CARRO, ou todos os opalas são iguais.
Dês de já obrigado pela atenção!!!
Eduardo A.
Caravan Diplomata - 1990 - 4.1

Imagem
Avatar de usuário
EDUARDO AMADOR
 
Mensagens: 174
Data de registro: Seg Jan 04, 2010 12:26 pm

Advertisement

Re: RADIADOR/ADITIVO

Mensagempor a.foureaux em Qui Jan 28, 2010 2:17 pm

Uso o AC Delco, que é o recomendado pela GM.
Alessandro Foureaux
Caravan Comodoro 80 250S Automatic
Opala SS6 78
Belo Horizonte MG

Imagem Imagem
Avatar de usuário
a.foureaux
 
Mensagens: 1836
Data de registro: Qui Jun 01, 2006 8:34 pm
Localização: Belo Horizonte MG
Ano de Modelo do Carro: 1980
Modelo do Carro: Caravan Comodoro
Cilindros: 6 cilindros
Potência - Cavalos - CV: 200
Nome/Apelido do Carro: Caravas

Re: RADIADOR/ADITIVO

Mensagempor Cocones em Qui Jan 28, 2010 2:20 pm

Tem uma extensa discussão sobre qual aditivo usar lá no Amigos do Opala.
Eu uso qualquer um sinceramente. A ideia é não deixar o sistema enferrujar ainda mais e só.
Tem um que vende nos Postos ALE que é azul que me pareceu muito bom...
Outra opção é Oleo Soluvel! Era o que se usava quando não se existia aditivo, tem a mesma caracteristica de não deixar a água enferrujar ainda mais o sistema (e no nosso caso que o bloco é de Ferro Fundido, a situação se complica ainda mais).

Abraços
Opala Coupe 77 250-S / Chevette 76
Imagem
Avatar de usuário
Cocones
 
Mensagens: 1447
Data de registro: Ter Mai 30, 2006 8:21 pm
Localização: Belo Horizonte - Minas Gerais
Ano de Modelo do Carro: 1977
Modelo do Carro: Opala
Cilindros: 6 cilindros
Nome/Apelido do Carro: Maria Rosa

Re: RADIADOR/ADITIVO

Mensagempor gustavohenrique em Qui Jan 28, 2010 2:34 pm

Pessoal,

Vi alguns ‘post’ aqui no forum, sobre aditivo no radiador. Como faço parte de um outro clube, e lá vi um excelente esclarecimento sobre o assunto, resolvi tomar a liberdade e publica-lo aqui no clube do opala. Para mim, que li toda a matéria sobre aditivos, ficou claro que há muito folclore sobre este assunto. Vale a pena a leitura.

“ Sistema de arrefecimento do motor. Como conserva-lo corretamente.

Tenho lido, já há algum tempo, diversas dúvidas sobre o liquido de arrefecimento, quando deve ser trocado e por que.

Liquido de arrefecimento é o termo correto para a mistura de água e aditivo que utilizamos no radiador de nossos carros.

No Manual do Proprietário de alguns veículos recomenda-se a substituição do liquido de arrefecimento anualmente. Por quê?

Vou tentar explicar citandos conceitos básicos físicos, químicos, de mecânica e de metalurgia:
Motores a combustão interna. Motores são máquinas térmicas que transformam a energia contida nos combustíveis em movimento, ou seja, energia química em energia cinética. Acontece que para os teóricos, os motores não são máquinas perfeitas (só para eles, pois para nós apaixonados são mais do que perfeitas), cerca de 70% da energia contida no combustível são desperdiçadas, perdidas pelo calor rejeitado pela descarga e pelo sistema de arrefecimento.
Motores são construídos basicamente de diversos tipos de metais ferrosos (aços e ferro fundido, ...) e não ferrosos (alumínio, bronze, ...). O calor gerado pela queima do combustível e pelo atrito das peças móveis deve ser eficientemente dissipado para a atmosfera através do sistema de arrefecimento, sob pena de fusão destes metais.

A pilha voltaica, (geradores de diferenças de potenciais elétricos) é uma série de discos de prata e de zinco alternados, embora outros metais possam ser utilizados, intercalados por uma solução ácida.

pH neutro, equilíbrio entre acidez e alcalinidade, por volta de 7 na escala pH.
Aditivo para sistemas de arrefecimento de motores. Sua formulação permite elevar o ponto de ebulição e abaixar a temperatura de congelamento da mistura refrigerante. Possui propriedades anti-ferruginosas e estabilizador de pH., o que evita a corrosão das partes metálicas e a formação de espuma no sistema de arrefecimento.

Espere ai !!!! Isto aqui é um clube de apaixonados por carros e não um lugar para desequilibrados mentais. Será?

Antes que vocês me internem no Hospital do Pinel, eu explico.

Como vocês mesmos viram, o aditivo, utilizado nas proporções de 30% para 70% de água, que compõem o liquido de arrefecimento, possui ação anti-ferruginosa (propriedade de evitar a ação do oxigênio, contido na água, de reagir com os metais da construção do motor, causando a ferrugem que desequilibra o pH do liquido de arrefecimento).
Opa! Temos metais diferentes e uma solução em contato com eles com o pH desequilibrado, então temos um pilha voltaica? Sim, a ferrugem aumenta a acidez da água que por sua vez acelera o processo de oxidação dos metais, desgastando-os por oxidação, que desequilibra mais o pH, deixando o meio mais acido e ai começa um circulo vicioso infindável.

Acontece que nos veículos que possuem sistemas de injeção eletrônica esta formação de “pilha voltaica” gera uma corrente parasita (medida em mV), por diferença de potencial elétrico, suficiente para interferir no gerenciamento do motor. Melhor explicando, a central eletrônica de gerenciamento do motor passa a receber sinais elétricos parasitas, através de seus sensores, que interferem diretamente nas “decisões” por ela tomada. Daí, diversas anomalias de funcionamento do motor causadas por aquela cor de barro na água do radiador.

Mas, se eu limpar sempre o sistema de arrefecimento mantendo a água limpa e não colocar o aditivo é suficiente? Não, o aditivo tem mais propriedades, anti-espumante e de elevação do ponto de ebulição da água. O que significa isto? Ora, todos sabem que a água, na pressão atmosférica ao nível do mar, entra em ebulição a 100º centígrados, mas o sistema de arrefecimento trabalha com pressões superiores (cerca de 0,9 bar), isto, auxiliado pelo elevador do ponto de ebulição, faz com que a água ferva em temperaturas superiores. Acontece que quando água pura, sem aditivação, troca calor com pontos mais quentes do motor (podendo a chegar a mais de 600º centígrados) surgem micro bolhas de vapor (espuma) que arrastadas em velocidade, pelo fluxo gerado pela bomba d’água, agem como se fossem verdadeiros abrasivos, podendo literalmente em curto prazo, destruir a carcaça e o rotor da bomba d’água, diminuindo a vazão do sistema e tornando-o ineficiente as necessidades do motor.

Então voltamos ao ponto inicial. Tenho problemas de arrefecimento do motor, o que fazer?
Vamos lembrar que chamamos de sistema de arrefecimento e todo o sistema trabalha em harmonia. É como uma orquestra se algum instrumento desafina, a melodia da música fica comprometida. Se o liquido de arrefecimento está sujo, com o pH errado e o anti-espumante do aditivo ineficiente, temos a “corrente parasita” influenciando no sistema de gerenciamento eletrônico que, por informações erradas, adota estratégia de funcionamento de recovery, com tempo de injeção alto, que gera mais calor e contamina, com combustível, o óleo do motor que passa a ter uma lubricidade menor, gerando, por atrito de peças móveis, mais calor que exige mais do sistema de arrefecimento, que por estar com o liquido de arrefecimento fora dos padrões exige mais do eletro ventilador do radiador, do interruptor termométrico e do sistema de carga elétrico, que aumenta o consumo de combustível etc...etc...etc...

Passo a passo para manter o sistema de arrefecimento sempre em ordem:
Esgotar toda ao liquido contaminado sem esquecer de abrir totalmente a circulação da água do sistema de aquecimento interno do habitáculo. Encher o radiador com água pura, religar o motor. Espere até as mangueiras de entrada e saída do radiador entrarem em equilíbrio térmico, com cuidado para não se queimar, esgotar a água do radiador. Repetir a operação, quantas vezes forem necessárias até a água ficar límpida. Atenção para o intervalo entre o esgotamento da água quente e a colocação de nova água, espere até que o motor esfrie (+/- 2 horas), isto evita o choque térmico. Após a água ficar límpida e antes de religar o motor, de preferência no dia seguinte com o motor totalmente frio, aplique, com uma bomba própria cerca de 1,0 bar, de pressão no sistema. Mantendo o sistema frio, porém pressurizado, verifique se há vazamentos. Em caso positivo elimine-os e posteriormente adicione o limpa radiadores seguindo rigorosamente as instruções da embalagem, na se esqueça de proceder a sangria do sistema. Rode com esta mistura por alguns poucos dias sempre atento a indicação de temperatura do motor. Por precaução leve a bordo uma garrafa PET com água. (O limpa radiador poderá remover alguma ferrugem mais grossa propiciando algum vazamento em algum tubo ou tampão já comprometido) Verifique se o consumo de corrente está compatível com a especificação do motor do eletro ventilador, caso esteja anormal deve-se substituir a peça. Se o veículo for equipado com ar condicionado verifique o correto funcionamento do resistor e se o eletro ventilador funciona com as duas rotações. Limpe o sensor de temperatura da injeção e o interruptor termométrico. Verifique também o estado do fusível do eletro ventilador, as tomadas de ligação do chicote junto a central elétrica (caixa de fusíveis), os terminais do resistor (caso haja) e a tomada de ligação do próprio eletro ventilador. Aproveite para lavar o reservatório de expansão, caso exista. Verifique também, com a bomba específica o correto funcionamento da válvula de alívio de pressão da tampa do radiador ou do reservatório de expansão, ela deverá abrir por vota de 0,9 bar. Com o motor totalmente frio descarte toda a solução de água com o limpa radiador e não se esqueça de abrir a torneira do sistema de aquecimento interno. Coloque a solução na concentração recomendada pelo fabricante do veículo, normalmente 30% de aditivo e 70% de água, (veja no manual a quantidade total de liquido do sistema e prepare a solução antes de colocá-la no radiador) não concentrem muito a solução, pois, o que conduz o calor do motor ao radiador é a água. Se possível procurem utilizar água desmineralizada (destilada) que podem ser adquirida nas auto peças, a mesma que antigamente nós usávamos para completar a solução da bateria. (Cuidado, compre a água e não a solução de bateria) Os sais da água comum já são o resultado natural do equilíbrio do pH, assim como o cloro contido nela, abreviam à vida do estabilizador de pH do aditivo e se concentram no fundo do radiador podendo a vir a entupir os capilares de passagem da água. Estes sais são semelhantes aos gerados pela oxidação dos metais do motor, quando tínhamos um liquido de arrefecimento com o pH desequilibrado. Lembram? Execute a sangria correta do sistema através dos drenos de ar específicos para cada sistema. (Macete: A colocação do liquido de arrefecimento de forma lenta e gradual minimiza muito a formação de bolhas de ar internas, procure colocar o liquido bem devagar, com a vazão semelhante à de uma torneira de talha.) Aproveite para verificar a limpeza externa do radiador. Após o enchimento do sistema, coloque o motor pra funcionar, sempre vigiando o indicador de temperatura do motor. Desligue-o após o terceiro acionamento do eletro ventilador. Verifique se há vazamentos.

No dia seguinte, complete a solução obedecendo religiosamente à marca de máximo, existente, pois o liquido ao se resfriar irá se contrair abrindo espaço para uma pequena complementação.
Mantenha, por um período, a garrafa PET com água no carro, pois o aditivo também remove crostas internas que podem a vir a propiciar vazamentos.
Habitue-se a verificar semanalmente o nível do liquido de arrefecimento, sempre com o veículo no plano e o motor totalmente frio. Um sistema bem equilibrado e sem vazamentos demanda no máximo 50 ml. de solução por mês. Ande sempre prestando atenção no indicador de temperatura de funcionamento do motor.

Dá trabalho? É caro? Toma tempo? É chato? Sim. Quem mandou relaxar com a manutenção preventiva do seu CARRO e esquecer de cumprir o preconizado no Manual de Uso e Manutenção de seu carro. Trocando anualmente o liquido do sistema de arrefecimento, você não terá toda esta dor de cabeça.

Macetes de quem já conhece os carrinhos desde 1984, Se você colocar a ponta de prova positiva do multímetro na escala de mV., dentro do liquido de arrefecimento e aterrar a ponta de provas negativa e o multímetro mostrar em seu painel alguma corrente, seu liquido estará muito acido, formando uma ‘pilha voltaica” com os metais do motor, troque o liquido o mais rápido possível. Um outro macete, mais simples, é ir até a drogaria mais próxima e comprar aquelas tirinhas de papel reagente ao pH., a mesma utilizada para medir água de piscina. Coloque-a no liquido de arrefecimento e compare com a escala fornecida, se o pH. estiver muito longe de 7 (pH neutro) a solução deverá ser substituída.

Pessoal o verão vem aí não vai pagar o mico de “fazer café” nos engarrafamentos da cidade.

Abraços a todos.
Denver Brasil”

Olha galera. Faço isto no meu carro. Tem melhorado muito. Agora estou começando a fazer o mesmo no meu Opala. Vamos ver se o resultado será satisfatório.

Obs: Uso o Paraflu.

Gustavo Henrique
Bhte / MG – Planalto.
Gustavo Henrique - Planalto - Bhte/MG
Imagem
gustavohenrique
 
Mensagens: 132
Data de registro: Sex Jan 01, 2010 9:01 pm
Localização: Belo Horizonte / MG - Bairro: Planalto
Ano de Modelo do Carro: 1977
Modelo do Carro: Opala Coupê
Cilindros: 4 cilindros
Potência - Cavalos - CV: 0
Nome/Apelido do Carro: Caco

Re: RADIADOR/ADITIVO

Mensagempor EDUARDO AMADOR em Qui Jan 28, 2010 4:07 pm

GUSTAVO HENRIQUE, parabéns meu chegado, isso foi uma aula, nem o SENAI esplica assim (com todo respeito ao senai, bricadeira). Vou fazer neste fim de semana, espero que de tudo certo o meu medo é o aditivo corroer o radiador vou comprar o que eu achar, o Paraflu ou o que o Alessandro indicou ACDelco.
Será que no Jair Olhos eu encontro esses produtos???

Galera valeu pela dica.

Gustavo eu também moro no Planalto / Itapoã perto da Esc Lidia Angelica, vamos marcar de tomar algumas um dia desses...
Eduardo A.
Caravan Diplomata - 1990 - 4.1

Imagem
Avatar de usuário
EDUARDO AMADOR
 
Mensagens: 174
Data de registro: Seg Jan 04, 2010 12:26 pm

Re: RADIADOR/ADITIVO

Mensagempor gustavohenrique em Qui Jan 28, 2010 4:17 pm

Vamos sim... Eduardo.
Estou muito afim de conhecer os camaradas opaleiros.
É sempre bom.
Cara, este lance de corroer eu acho que não rola não. È folclore do passado. Se você trocar o aditivo no tempo certo, e usar a proporção correta, acho que não rola isto mesmo. E o melhor. Aquele barro não dá de jeito nenhum no radiador.
Agora, tem aditivo aí que é vagabundo. Aí não rola.
Abração meu camarada...
Gustavo Henrique - Planalto - Bhte/MG
Imagem
gustavohenrique
 
Mensagens: 132
Data de registro: Sex Jan 01, 2010 9:01 pm
Localização: Belo Horizonte / MG - Bairro: Planalto
Ano de Modelo do Carro: 1977
Modelo do Carro: Opala Coupê
Cilindros: 4 cilindros
Potência - Cavalos - CV: 0
Nome/Apelido do Carro: Caco

Re: RADIADOR/ADITIVO

Mensagempor Jorge Henrique em Ter Fev 02, 2010 10:56 am

Na Líder radiadores, no bairro São Franscisco tem o aditivo proprio para nossos radiadores e são mais baratos, valeu fui....
Imagem
Dodge Dart 77 V8 5.2
Buick 52 8 cilindros em linha
Avatar de usuário
Jorge Henrique
 
Mensagens: 656
Data de registro: Ter Jul 31, 2007 9:52 pm
Localização: São Bento - BH
Ano de Modelo do Carro: 1977
Modelo do Carro: Dodge Dart
Cilindros: 8 cilindros
Potência - Cavalos - CV: 208
Nome/Apelido do Carro: Caveirão

Re: RADIADOR/ADITIVO

Mensagempor a.foureaux em Ter Fev 02, 2010 1:17 pm

Jorge Henrique escreveu:Na Líder radiadores, no bairro São Franscisco tem o aditivo proprio para nossos radiadores e são mais baratos, valeu fui....


Sabes a "marca/modelo" ?
Alessandro Foureaux
Caravan Comodoro 80 250S Automatic
Opala SS6 78
Belo Horizonte MG

Imagem Imagem
Avatar de usuário
a.foureaux
 
Mensagens: 1836
Data de registro: Qui Jun 01, 2006 8:34 pm
Localização: Belo Horizonte MG
Ano de Modelo do Carro: 1980
Modelo do Carro: Caravan Comodoro
Cilindros: 6 cilindros
Potência - Cavalos - CV: 200
Nome/Apelido do Carro: Caravas

Re: RADIADOR/ADITIVO

Mensagempor Jorge Henrique em Ter Fev 02, 2010 11:44 pm

a.foureaux escreveu:
Jorge Henrique escreveu:Na Líder radiadores, no bairro São Franscisco tem o aditivo proprio para nossos radiadores e são mais baratos, valeu fui....


Sabes a "marca/modelo" ?



Forrô, a marca não sei, mais a líder radiadores é antiga no mercado, o radiador do buick tinha que trocar a colméia e eles fizeram o serviço muito bem feito e tá até hj, e usamos esse aditivo que els tem lá que é um aditivo para radiadores de aluminio e um aditivo para radiador de ferro ou outro material iguais os nossos,blz?Abraço.
Imagem
Dodge Dart 77 V8 5.2
Buick 52 8 cilindros em linha
Avatar de usuário
Jorge Henrique
 
Mensagens: 656
Data de registro: Ter Jul 31, 2007 9:52 pm
Localização: São Bento - BH
Ano de Modelo do Carro: 1977
Modelo do Carro: Dodge Dart
Cilindros: 8 cilindros
Potência - Cavalos - CV: 208
Nome/Apelido do Carro: Caveirão

Re: RADIADOR/ADITIVO

Mensagempor a.foureaux em Qua Fev 03, 2010 10:38 am

Beleza!
Alessandro Foureaux
Caravan Comodoro 80 250S Automatic
Opala SS6 78
Belo Horizonte MG

Imagem Imagem
Avatar de usuário
a.foureaux
 
Mensagens: 1836
Data de registro: Qui Jun 01, 2006 8:34 pm
Localização: Belo Horizonte MG
Ano de Modelo do Carro: 1980
Modelo do Carro: Caravan Comodoro
Cilindros: 6 cilindros
Potência - Cavalos - CV: 200
Nome/Apelido do Carro: Caravas


Retornar para Geral

Quem está online

Usuários vendo este fórum: Nenhum usuário registrado online e 1 visitante

  • Advertisement


cron